“Encontre um homem que não beba. Este liderará meus exércitos.”

Nunca consumi bebidas alcoólicas por causa do sabor. Nunca achei cerveja tão gostosa quanto suco de maracujá, por exemplo. Mas mesmo assim, continuei bebendo. Por quê?

Talvez fosse pelo mesmo motivo de todos beberem e eu quisesse fazer parte do mesmo círculo. Ou melhor, talvez fosse pelo fato de que o efeito das bebidas alcoólicas me fazia sentir bem. Claro que fazia! Chegar a um estado irrefreável de euforia era realmente satisfatório.

Acalme-se, leitor. Nunca cheguei ao nível do “Se beber não case”. Nunca tive problemas com ações desenfreadas pós-bebida e nunca, mas nunca mesmo, fiquei com sintomas de ressaca. Sempre bebi o suficiente para que minha memória e meu bom senso não fossem afetados. Eu apenas gostava da sensação. Uma sensação relaxante que faz todo o peso do mundo nos ombros desaparecer.

Desde os 18 anos tive apenas três “perdas totais”, todas por causa de misturas com doces e a última delas não foi diferente: misturei vinho com cerveja. Eu sei, burrice ao extremo. Mas nunca me importei com isso. Eu só queria ter aquela sensação de tranquilidade. O resultado foi que meu fígado não aceitou muito bem e acabei por vomitar líquido da minha vesícula biliar.

Fiquei o dia seguinte em total reclusão. Mas foi o suficiente para parar e pensar no porquê. Não havia razão em continuar com aquilo já que a sensação de euforia que eu sentia ao beber era no fundo triste, por ser momentânea. Dia seguinte acordava e tudo voltava ao normal, as mesmas sensações cotidianas do dia a dia.

Nessa época eu havia começado a ler algumas filosofias orientais. Me interesso bastante pelos assuntos sobre autocontrole e equilíbrio mental, emocional e espiritual, coisas que eu nunca tive em perfeita ordem. E já que bebida alcoólica nunca contribuia nestes aspectos, cheguei à uma conclusão básica: deixei-a de lado, voltei ao açúcar e hoje não sinto falta alguma dela.

O que quero dizer é simples: não é necessário substância química alguma para se obter a sensação de liberdade. E muito menos para se obter felicidade. Felicidade é uma conquista, não algo meritocrático. Se você não tem felicidade, quer dizer que você nada faz para possui-la. Eu sou livre. Não preciso esconder meus pensamentos, não preciso guardar o que quero falar e muito menos fazer.

Penso que um homem que controla a si mesmo é um homem poderoso. Ao ver a série Marco Polo, deparei-me com uma frase do protagonista Kublai Khan: Encontre um homem que não beba. Este liderará meus exércitos. Kublai Khan foi neto do poderoso Genghis Khan. Na série, Kublai atribuia esta frase a seu avô, porém não há documentos que comprovam que tal frase pertencia a ele. Mas de acordo com as crônicas de Jami’ al-tawarikh, um compêndio de literatura e história mongol, escritas por Rashid al-Din’s, um diplomata, médico e historiador persa, Genghis Khan costumava dizer que: Se alguém deve beber, então deixe-o beber três vezes ao mês, porque mais é ruim. Se alguém ficar bêbado duas vezes por mês, é melhor; se alguém ficar bêbado uma vez ao mês, é melhor ainda; e se alguém não beber, este é o melhor de todos.Isto demonstra que Genghis Khan valorizava aquele que controla a si mesmo.

Líder mongol, Genghis Khan foi o maior conquistador da história da humanidade. Reuniu e dominou inúmeras tribos da Mongólia, formando assim o primeiro império mongol. Atacou o império Chin, no norte da China, tomando a cidade mais importante, Pequim. Expandiu seu território por todos os lados, principalmente para o oeste, chegando às margens do mar Cáspio, dominando territorios que conhecemos hoje como partes do sul da Rússia, Cazaquistão, Ucrânia, Afeganistão, Irã, entre outros. No total, seu império possuía 20 mil km².

Sim, aquele que conquista e domina a si mesmo, é capaz de dominar o mundo a sua volta. É o que atualmente acredito e o que almejo alcançar.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s